Família investe na propriedade e garante sucessão rural

Agricultor de Erval Seco/RS proporciona ao filho graduação em Tecnologia em Agropecuária, trabalha de forma cooperada e evolui no campo

Com a instalação de três pocilgas e outros investimentos na propriedade, a família do produtor Nelsidio Michels, de Erval Seco/RS, está em constante evolução. Por trabalhar de forma unida, com decisões conjuntas, o filho mais velho, Welligton Geib Michels, decidiu cursar Tecnologia em Agropecuária, na URI/FW, para continuar as atividades iniciadas pelos pais.

– Não imagino minha vida longe da propriedade. Sempre quis fazer a sucessão familiar e com a abertura que tenho com os meus pais, de ir implementando o que vou aprendendo da universidade, me motivo cada dia mais em permanecer aqui. Na aula, estou construindo um projeto profissional de vida, tendo em mente os custos de produção, o que precisa melhorar para ter sucesso no campo, isso tem me ajudado bastante. Também tive a oportunidade de participar de um intercâmbio na França, aprendendo as técnicas que utilizam lá, podendo implementar na nossa área também. Sou muito grato pela confiança que tenho da minha família e, especialmente, do meu pai, que considero também um amigo e parceiro em tudo – frisa Welligton.

O carinho pelos pais é manifestado também pelo filho mais novo, Guilherme Geib Michels. “Minha família é tudo pra mim, ela me ajuda sempre que preciso. Sou muito feliz com o que temos, gosto de trabalhar e ajudar a desenvolver a propriedade. Quando eu crescer, quero continuar produzindo suínos, e também sonho em ser médico para ajudar as pessoas que necessitam, e sempre poder apoiar meus pais e irmão no que eles precisarem”, salienta Guilherme.

A alegria de ter os filhos por perto é demonstrada pela mãe, Vera Lúcia Geib Michels. “Para mim, é uma satisfação poder contar com os dois trabalhando com nós e nos ajudando nos serviços diários, porque tudo o que fazemos é pensando neles, no que podemos deixar de melhor para ambos. E saber que os dois querem continuar atuando para desenvolver o que estamos construindo com o passar dos anos é maravilhoso, é um sonho”, alega Vera.

O cooperativismo

Para conseguir construir as pocilgas a família contou com o apoio do Sicredi. “Meu desejo sempre foi criar suínos, pois via que os agricultores que tinham pocilgas estavam mais evoluídos que nós. Consegui implantar as estruturas com a ajuda do Sicredi. Contamos também com a parceria da Cooper A1, que nos ajudou bastante”, relata Nelsidio Michels.

O desenvolvimento alcançado pela família, é citado pelo gerente da Cooper A1 em Erval Seco, Tiago Barbosa. “Transformar a propriedade de uma forma sustentável e viabilizar a sucessão familiar, é sinônimo de sucesso. Com o desejo deles de crescer e com a união do Sicredi e da Cooper A1 foi possível ajudá-los na concretização do que queriam. Isso porque, eles têm grande potencial, buscam melhorar sempre e nós, enquanto cooperativas, queremos contribuir com o desenvolvimento das pessoas”, frisa Barbosa.

Da mesma forma, o colaborador do Sicredi, Marcelo Alves da Silva, diz que para a Cooperativa é muito gratificante participar das conquistas da família Michels, pelo fato dela ter nos seus princípios os valores cooperativistas. “Vemos isso na forma como o Nelsidio lida com os filhos, com a esposa, e também com relação à propriedade e o que almejam. Eles têm uma comunicação muito clara do que precisa ser feito em cada dia, discutem juntos as evoluções que querem alcançar e trabalham unidos para isso. São um exemplo, com certeza”, finaliza Silva.  

Veja também

Publicado quinta às 15:28

Perda de familiar fortalece a decisão de permanecer na propriedade

Publicado em 18/11/2021 às 15:08

Força de vontade e persistência tornam empresa referência em Alpestre/RS

Publicado hoje às 07:00

Pouso Alegre/MG tem dois mil associados do Sicredi