6 dicas para começar a investir o seu dinheiro agora!

O dinheiro é importante em nossa vida. Por isso, começar a investir pode ser uma boa ideia para quem deseja montar uma reserva financeira. Uma dica é a possibilidade da automatização dos investimentos. Assim, você evita gastos desnecessários e direciona seus recursos realmente ao que é importante, como conquistar seus sonhos e construir um futuro mais tranquilo. 

Tornar-se um investidor não precisa ser uma tarefa difícil. Quer entender quais são os primeiros passos para começar a investir seu dinheiro? Então continue a leitura e confira as 6 dicas que preparamos para você! 

1. Ter bons hábitos financeiros 

Crie a rotina de anotar todos os seus gastos diariamente ou semanalmente. Assim, você conseguirá fazer um levantamento real de quanto e onde gasta seu dinheiro. 

Isso permite identificar quais despesas são desnecessárias e quais estão acima do que você tinha previsto, por exemplo. 

Outro hábito importante é comparar preços. Usar parte do seu tempo para fazer uma comparação de valores e procurar o melhor custo-benefício pode resultar em boas economias. 

Além disso, o ideal é se organizar para reservar parte da sua renda logo que ela estiver na conta. Desse modo, você pode investir antes de utilizar o valor nas despesas do mês. 

2. Ter uma reserva financeira 

A reserva financeira — também chamada de reserva de emergência — é um fundo destinado para situações imprevistas que podem surgir durante a vida. 

Nesses casos, se você tem uma reserva de emergência, não precisará contratar crédito e correr o risco de se endividar. 

O valor da reserva varia de pessoa para pessoa, pois depende dos seus gastos mensais. Ele também pode ser investido — desde que fique em uma aplicação segura e com alta liquidez —, como a poupança, permitindo que o dinheiro seja resgatado com facilidade a qualquer momento que precisar. 

3. Conhecer seu perfil de investidor 

Se você quer começar seus investimentos, precisa conhecer o seu perfil de investidor. Ele é útil na hora de escolher os investimentos mais alinhados à sua tolerância a riscos e objetivos. 

Portanto, não comece a investir sem essa definição. Os perfis são divididos em: 

Conservador: investidor que não quer correr muitos riscos e prioriza a segurança e o fácil acesso aos investimentos (liquidez); 

Moderado: investidor que gosta de ter segurança, mas está disposto a assumir riscos um pouco maiores em busca de melhores rentabilidades; 

Arrojado: investidor que não tem tanto medo de arriscar na hora de investir, pois busca rendimentos mais altos. 

4. Definir seus objetivos 

Você já definiu os seus objetivos para o futuro? Quer trocar de carro? Comprar um imóvel? Fazer uma viagem? Iniciar um curso? Ter metas é fundamental para saber, de fato, por que está investindo. 

Além disso, é importante que seus objetivos tenham prazos definidos. Eles podem ser de curto, médio ou longo prazo. Assim, é possível alinhar os investimentos ao período da sua vida em que você pretende usar o dinheiro. 

Com prazos e objetivos traçados, você conseguirá determinar quanto dinheiro precisa acumular e onde é melhor investir. 

5. Conhecer as alternativas disponíveis no mercado 

Agora, chegamos à parte da análise dos investimentos. Todo tipo de investimento envolve algum risco, seja baixíssimo, seja mais alto. É por esse motivo que devemos conhecer as alternativas do mercado e avaliar quais estão mais alinhadas a nosso perfil e nossos objetivos. 

Para isso, é importante saber a diferença básica entre investimentos de renda fixa e de renda variável. Entenda: 

Renda fixa: tem regra de remuneração predefinida no momento da aplicação e apresenta maior estabilidade; 

Renda variável: é mais instável, pois os investimentos enfrentam movimentos constantes no mercado. 

Dentro de cada uma dessas opções, existem ainda inúmeros tipos de investimento para escolher. Portanto, dedique algum tempo para conhecer as possibilidades que o mercado oferece para ter certeza de selecionar o melhor para você. 

6. Contar com o Sicredi 

Por fim, pode contar com a gente no momento de investir seu dinheiro. Aqui, você usufrui de um relacionamento e atendimento próximos. E são esses diferenciais que ajudam a encontrar as melhores oportunidades de investimento para você. 

Nós conhecemos e entendemos nossos associados. Por isso, podemos ajudá-lo a conhecer as opções de investimento disponíveis no mercado e a escolher as melhores alternativas. 

Além disso, quem investe conosco está incentivando o desenvolvimento da sua região e ainda tem a possibilidade de aumentar seus ganhos com a participação nos resultados da sua cooperativa. 

Se você já tem algum dinheiro para começar a investir, não perca mais tempo! Quanto antes iniciar os seus investimentos, melhores serão os seus rendimentos ao longo do tempo. 

Clique aqui e conheça nossas alternativas de investimento! 

 

Fonte: Blog Gente que Coopera Cresce

Veja também

Publicado em 12/04/2021 às 16:52

Imposto de Renda 2021: confira as dicas para fazer sua declaração de …

Publicado em 09/04/2021 às 15:20

Como ensinar educação financeira para as crianças?

Publicado em 16/08/2021 às 09:54

Quer ser dono de uma instituição financeira? Descubra como!