Sicredi proporciona palestra com Cortella para comemorar seus 40 anos

“Gestão do conhecimento: um desafio necessário”, foi o tema do momento que reuniu cerca de duas mil pessoas de forma virtual

Trazendo várias reflexões de como as pessoas devem viver, sempre buscando se atualizar, evoluir e continuar constantemente aprendendo, o professor, escritor e filósofo de renome nacional, Mário Sergio Cortella, ministrou palestra de forma virtual, sobre “Gestão do conhecimento: um desafio necessário”, na noite de quinta-feira, 29. Participaram cerca de duas mil pessoas, entre coordenadores de núcleo, sócios-fundadores, conselheiros, representantes de entidades e instituições, colaboradores e demais associados.

Conforme a presidente Angelita Marisa Cadoná, que mediou o momento, a Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG proporcionou esta palestra, como uma das ações em comemoração aos 40 anos da Cooperativa, celebrados no dia 18 de abril. “Esta palestra é o lançamento para uma série de momentos mensais que serão desenvolvidos ao longo do ano, a fim de levar conteúdo de qualidade aos diferentes públicos da Cooperativa”.

Com sua fala focada na necessidade da renovação frequente do conhecimento, Cortella diz que continuar aprendendo faz as pessoas sentirem-se vivas, sem terem seus dias banais, sem sentido. Citando o período de pandemia, o filósofo assegura que ele é significativo para buscar se recriar, se reinventar constantemente, argumentando que mente humana funciona melhor aberta. Ainda voltado à atualidade, em que as pessoas têm excesso de informação, o escritor de 47 livros garante que informação não é sinônimo de conhecimento. “É preciso deixar passar o que não nos serve e aproveitar o que é útil, ter critério e clareza do que é necessário para nossa evolução. Cada um deve ter discernimento do que deve ser utilizado e descartado”, esclarece.

O palestrante citou também que muitos reclamam das dificuldades que enfrentam. “Para mim, uma vida sem dificuldades, não tem muito sentido. Elas servem para juntarmos energia, ânimo, coragem e sonhos para superá-las, isso ajuda a continuarmos aprendendo, evoluindo, sendo pessoas melhores. Até porque, a vida é um processo contínuo de desenvolvimento e isso não deve nos cansar, pois devemos envelhecer, sem perder a vitalidade e nos mantendo úteis a nós e a outras pessoas também”, frisa.

Com este viés do passar dos anos, o professor há 47 anos justifica que no seu entendimento velho é o que não serve mais e antigo é o que tem utilidade. “Nesse sentido, temos que olhar o que é antigo, vivendo nosso tempo e o futuro, pois passado é referência e não direção. Assim, precisamos sentir o presente e projetar o futuro”, orienta.

Fechando sua fala valorizando iniciativas cooperativas, como esta proporcionada pelo Sicredi aos associados, Cortella endossou que a humanidade só sobrevive até hoje, porque é capaz de cooperar, pois ninguém vive sozinho. “A alternativa é um por todos e todos por um, pois juntos somos mais fortes”, finalizou.

Veja também

Publicado em 18/06/2021 às 17:09

Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG realiza live com Roberto Rodrigues sobre os Cenários …

Publicado em 11/06/2021 às 15:09

Badin é atração no lançamento do Sicredi Longevidade

Publicado ontem às 16:40

Sicredi é Top of Mind RS e está entre as marcas mais …