Professores participam de formação das Cooperativas Escolares

Neurociência, tecnologias e educação foram temas abordados visando entender a evolução de pensamentos e comportamentos dos alunos

Fomentar a importância das Cooperativas Escolares no contexto educacional, associando a cooperação e a cidadania à Base Nacional Comum Curricular (BNCC), foi o objetivo da formação realizada aos educadores das atuais Cooperativas Escolares da Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG – CooperOsvino, Cooper Lemes, Cooper Figueira e Cooper LG (Erval Seco) e Cooper Castro (Planalto). Também participaram da iniciativa professores dos municípios que iniciaram em 2020 o processo de fundação de novas Cooperativas: Saudades, Maravilha, Palmitos, São Carlos, em Santa Catarina, e Iraí, Vicente Dutra e Rodeio Bonito, no Rio Grande do Sul, desta forma, totalizando mais de 100 professores envolvidos.

Em função da pandemia, a experiência aconteceu de forma virtual. Os temas da capacitação focaram em “Educação e cooperação nas escolas”, “Diálogos entre a BNCC e Cooperativas Escolares” e “Neurociência, tecnologias e educação”, ministrados pelo professor Everaldo Marini e pela professora-doutora, Diane Silva Zardo.

- Partimos da premissa teórica da neurociência para pensarmos nos processos mentais envolvidos na aprendizagem, salientando a importância da ligação entre emoções, pensamentos e comportamentos. Essas abordagens comprovam que não há processo-padrão de aprendizagem, portanto, o conhecimento do aluno é baseado na habilidade do cérebro de se autocorrigir e aprender pela experiência, pois o cérebro é social e cresce na interação. Assim, ações oportunizadas pela escola precisam estar carregadas de emoções, ou seja, a presença de algo significante, através de vivências, com carga emocional. Especialmente as Cooperativas Escolares, representam hoje experiências muito enriquecedoras à formação integral dos estudantes – comenta a professora-doutora.

Avaliando a formação, a educadora do município de Planalto/RS, Sabrina Noskoski, assegura que os momentos foram de suma importância pelo vasto conhecimento adquirido. “Mais especificamente o tema ‘Neurociência, tecnologias e educação’, nos levou a entender que a aprendizagem do ser humano é um processo único e individual, que depende de muitos erros e acertos durante toda a vida, e que nem todos aprendem da mesma maneira. Sabemos que o educador usa suas experiências e está sempre em busca de novas motivações para ajudar seu aluno a melhorar sua aprendizagem, pois entende que precisa ter um vasto leque de maneiras diversificadas para que o educando consiga assimilar os conteúdos em meio a essa crise que estamos passando. Foram horas de muito conhecimento e novos aprendizados, com certeza”, finaliza Sabrina.

Veja também

Cooperativas Escolares Sicredi Alto Uruguai

Publicado em 26/02/2020 às 16:59

Sicredi: Sete municípios fundarão Cooperativas Escolares

Publicado ontem às 15:45

Tributação é tema de curso para profissionais da saúde em Minas Gerais

Publicado quinta às 13:34

Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG alcança 100 mil associados