O amor pela profissão está na quarta geração

Família Barrea de Seberi/RS atua no ramo óptico e se fortalece com o passar dos anos

O município de Seberi/RS tem um belo exemplo de sucessão familiar. No ramo óptico e de relojoaria há mais de 60 anos, a família Barrea está com a empresa sendo comandada pela quarta geração. O negócio começou com o bisavô Octávio Dalla Valle, passou ao avô Fioravante, para o pai, Luiz Otávio Barrea – que atuou por mais de 40 anos – e há três anos é conduzido pela filha mais velha, Mariana Barrea Anese. Mariana ajuda na loja desde seus 14 anos, desenvolveu o gosto pelo ramo e se desafiou a tocar o comércio, depois de o pai apresentar problema de visão e ter dificuldade de fazer consertos nas peças.

Conforme Luiz Otávio, conhecido como Zico, com o passar das décadas a empresa foi evoluindo e se consolidando cada vez mais no mercado. “Temos um nome reconhecido, pois sempre procuramos trabalhar certo, satisfazendo as necessidades dos clientes. Então, acredito que a Mariana vai continuar valorizando esta forma de atendimento e vai se dar bem, pois tem visão, está sempre ‘antenada’ e gosta do que faz”, frisa o pai.

Sobre o aceite da filha de tocar a empresa, Luiz Otávio, casado com Marcia Barrea, assegura que está muito feliz. “É uma grande satisfação saber que a Mariana tem capacidade e que seguiu meus passos. Vejo-a como uma empreendedora, pois sempre se destacou e tem muita vontade de trabalhar. Fez curso de óptica, está constantemente se atualizando e buscando o melhor aos clientes. Meu desejo é que a Mariana possa deixar a loja para a filha dela, a Helena, dando sequência a esta bonita história”, salienta.

As demais filhas de Luiz Otávio – Maria Luiza e Maria Clara – também têm ‘veia’ empreendedora. Desde crianças, também ajudavam na óptica, inclusive Maria Luiza está cursando optometria para, posteriormente, abrir seu laboratório, fazer diagnósticos, e atuar de forma conjunta com a irmã Mariana. Mas, no momento, as duas filhas mais novas estão com outra empresa, vendendo presentes, produtos de decoração, maquiagem e acessórios. “Sou muito feliz pelas minhas três filhas terem se espelhado no meu modo de agir. Quero que elas se deem bem na vida e sigam se ajudando sempre, como uma verdadeira família”, disse o pai.

A dona da empresa assegura que quis dar sequência no ramo pela paixão que o seu pai tinha quando estava atuando. “O pai sempre foi exemplo para nós, uma inspiração pela dedicação, por ser sério, sempre dando o máximo à empresa e à família. Amo o que faço e agradeço imensamente a confiança que recebi de prosseguir com a loja. Meu maior desejo é seguir crescendo e que minha filha dê continuidade ao nosso empreendimento”, conta Mariana.

O Sicredi

A empresária afirma que o Sicredi sempre foi grande parceiro no negócio. “O atendimento é muito bom, por isso toda a movimentação que fizemos é pelo Sicredi. Usamos bastante o internet banking pelas facilidades que nos dá, organizo a situação financeira e o fluxo de caixa, e aproveito todos os benefícios, como cobrança, cartões, entre outros”, cita Mariana.

A prova da satisfação de integrar o Sicredi, é que toda a família é associada. Conforme a colaboradora, Tatiane da Silva Rocha, o grupo familiar tem a conta empresarial e as físicas também na Cooperativa. “Por esta proximidade de anos, acompanhamos a história da família. Sabemos que para haver a sucessão é preciso ter confiança de pai para filha e vemos que isso aconteceu. A empresa está sólida, servindo a comunidade e atendendo bem os clientes. Sinal que deu certo”, finaliza Tatiane.

Veja também

Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG desenvolve ações na Semana Nacional de Educação Financeira

Publicado sexta às 18:50

Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG desenvolve ações na Semana Nacional de Educação Financeira

Filhos retornam para casa, ampliam empresa e garantem sucessão familiar

Publicado sexta às 11:19

Filhos retornam para casa, ampliam empresa e garantem sucessão familiar

Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG alcança cinco mil associados no sul mineiro

Publicado sexta às 11:15

Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG alcança cinco mil associados no sul mineiro

Quer saber mais?