Live reforça a importância da intercooperação

Marcando o Dia C, o presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Márcio Lopes de Freitas, fala sobre o papel e protagonismo do cooperativismo no desenvolvimento do Brasil

Para mostrar a força da intercooperação, que é um dos sete princípios do cooperativismo, foi promovida uma live na quinta-feira, 1º, com a presença do presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Márcio Lopes de Freitas, reconhecidamente um cooperativista há mais de 30 anos. Voltado à linha da recuperação da economia, o momento – promovido pelo Fórum Regional de Cooperativismo – teve como tema principal “Reconstruir melhor juntos! O Cooperativismo como indutor do desenvolvimento”.

A transmissão ao vivo foi conduzida pela presidente da Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG, Angelita Marisa Cadoná, e a programação – que integrou também as ações do Dia C – contou ainda com a participação, em forma de painel, dos presidentes do Grupo Creluz, Elemar Battisti; da Cotrifred, Elio Pacheco; da CoperAmetista, Elton Mezzaroba; e da Cresol Confederação e da Cresol Raiz, Cledir Magri.

Ao longo da transmissão, Márcio Lopes de Freitas elogiou a atuação das cooperativas da região. “Este Fórum que vocês idealizaram, com o envolvimento de mais de 20 cooperativas, além da Emater Regional, é uma ideia maravilhosa, de inovação social e de relacionamento também. Precisamos ter claro que o cooperativismo cuida das pessoas e o nosso modelo de negócios faz a diferença, especialmente neste momento de crise que estamos passando. Onde há grupos de cooperativas, a sociedade muda, os resultados ficam nas regiões, isso é trabalho, é confiança, é integridade cooperativa e causa bem-estar na população. Isso vocês fazem muito bem”, afirmou Freitas.

Com as dificuldades encontradas no dia a dia das cooperativas, Freitas orienta-as a aprenderem a viver com transformações, com sabedoria, tendo um conjunto de estratégias. “Precisamos aprimorar a gestão e a governança com processos bem definidos; ter integridade para gerar confiança e, para isso, é necessária transparência em todas as ações; é essencial focar na inovação social, de relacionamento e da área técnica, criando espaços também a startups na região; e manter a sustentabilidade social, ambiental e econômica, valorizando também mulheres e jovens. Implementando estes processos, vocês irão ainda mais longe”, acredita o cooperativista.

A presidente da Sicredi Alto Uruguai avalia o momento como um marco. “Com o seu grande conhecimento, o presidente Márcio nos trouxe os desafios e as oportunidades no cooperativismo. “Nesse sentido, entendo que a intercooperação tem um poder transformador, ainda mais quando se une com as demais instituições parcerias, somando ainda mais força. Sabemos que temos muito a evoluir como Fórum, como cooperativas e acredito que estamos no caminho. E, com certeza, termos a oportunidade de discutirmos estas evoluções com o presidente da OCB, torna o mês de julho muito especial. Vamos seguir sempre trabalhando belo bem-estar das pessoas, que são o nosso bem maior”, frisa Angelita.

Mesmo diante de tantos desafios, o movimento cooperativista continua crescendo e se destacando como um agente importante na economia nacional. Conforme dados do novo Anuário do Cooperativismo Brasileiro, hoje, há mais de 15 milhões de cooperados reunidos em 5.314 cooperativas, com a geração de 427.576 empregos diretos. Além disso, segundo dados do Censo Agropecuário do IBGE, 48% de tudo que é produzido no campo brasileiro, de alguma forma, passa por alguma cooperativa. Na região, cerca de 55% da população é ligada ao sistema cooperativo e o objetivo é alcançar 70%.

Dia C

Celebrado pelas cooperativas do mundo desde 1923 e proclamado pelas Nações Unidas no centenário da Aliança do Cooperativismo Internacional em 1995, o Dia Internacional das Cooperativas é comemorado anualmente no primeiro sábado de julho. Em 2021, o tema é “Reconstruir melhor juntos” e as Cooperativas estão unidas em um grande movimento de expressar o poder transformador da cooperação e da solidariedade.

– Neste contexto, dentro de um grande movimento de cooperação, o Dia C foca na solidariedade e o apelo é com relação à fome no mundo. Com este objetivo, estamos recolhendo alimentos não perecíveis, durante o mês de julho, e faremos a destinação a famílias que precisam. Para isso, convidamos a todos para se engajarem, porque sempre tem alguém que necessita mais que nós. Também, temos outras ações nos municípios, sejam sociais ou mesmo estratégicas, que visam estreitar cada vez mais esta interação entre as cooperativas, que com certeza trazem muitos resultados – finaliza Angelita.

Veja também

Publicado em 17/09/2021 às 08:21

Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG celebra 10 mil associados em Minas Gerais

Publicado em 13/09/2021 às 23:25

EDITAL DE CREDENCIAMENTO n.º 001/2021

Publicado ontem às 16:02

Capitalismo Consciente em pauta no Sicredi