Cooperativas escolares proporcionam experiências dos valores do cooperativismo

Na área de abrangência da Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG, cinco escolas mantêm o programa e outros municípios devem implantar em 2022

Para ampliar as oportunidades de aprendizado de crianças e adolescentes, vivenciando experiências dos valores e princípios do cooperativismo, a Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG desenvolve as Cooperativas Escolares. Elas são associações de estudantes com finalidade educativa, podendo desenvolver atividades econômicas, sociais e culturais em benefício dos alunos associados, por meio de uma proposta pedagógica que incentive a prática da cooperação.

Até o momento, quatro escolas de Erval Seco/RS e uma de Planalto/RS realizam atividades do programa. Com o retorno das aulas presenciais no segundo semestre de 2021, foi possível a retomada das ações. Para isso, a equipe responsável pelo programa esteve reunida com prefeitos, vices e secretárias(os), para que todos tenham o entendimento sobre o que é uma Cooperativa Escolar, o que ela vai movimentar no município e como, efetivamente, traz benefícios para a comunidade.

Além disso, no Rio Grande do Sul, outras duas Cooperativas Escolares devem ser implementadas – em Rodeio Bonito e em Seberi. Com este intuito, foi feita sensibilização com os Poderes Públicos e também nas escolas, com professores dos anos finais e com alunos, pois eles são os protagonistas das ações, já que são geridas, organizadas e coordenadas pelos estudantes, com orientação de um docente, chamado de Professor Orientador.

Segundo a assessora de Programas Sociais, Ana Claudia Selonk Busatto, o próximo passo é sensibilizar os pais, o Círculo de Pais e Mestre (CPM) das instituições de ensino envolvidas e demais pessoas que estarão ligadas a essas Cooperativas Escolares, para posteriormente começar a formação do professor orientador e oficinas de formação específica do programa.

Programa será estendido também a SC e MG

O programa Cooperativas Escolares está sendo implementado também em Santa Catarina – em Maravilha, São Carlos e Palmitos, todos os municípios seguindo os mesmos procedimentos de alinhar com os Poderes Executivos e, posteriormente, com pais e alunos. “Para 2022, após o início do ano letivo, está prevista a formação sobre cooperativismo e oficinas que vão dar robustez na atuação da Cooperativa. Também serão ofertadas capacitações para que os educandos criem a marca, logotipo, e, assim, efetivamente façam funcionar essa Cooperativa.”, conta Ana.

O planejamento da Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG é, no ano que vem, implementar o programa também em Minas Gerais. “Vamos dar todo o suporte, oferecer os subsídios, como assessoria pedagógica, para que o município possa fazer conexão do seu currículo escolar, com as atividades didáticas da Cooperativa Escolar, para que também possam apoiar no cumprimento dos objetivos da Secretaria de Educação, pois o programa funciona no contraturno e ainda auxilia na aproximação dos pais, funcionários e comunidade. Isso porque, a Cooperativa Escolar é dos estudantes e da comunidade que a implementa”, justifica Ana.

Veja também

Publicado em 01/07/2022 às 14:54

Fundada a primeira Cooperativa Escolar em Palmitos/SC

Publicado em 26/05/2022 às 14:56

Representantes de Cooperativas Escolares participam de seminário

Publicado hoje às 09:06

Sicredi lança plataforma de cursos on-line e aberta ao público